03 outubro 2011

Homenagem a poeta Maria Moreira

  Maria Moreira no Sementes de Poesia autografando seu livro "Objetivo Indefinido" em 2009
Pingo d’água

Ponho meu coração nesse pingo
Não sou poeta
Cada gota vai encher o oceano
Cada coração é o mar

Muitos mares e marés
De pingos de luz
Constelações de barcos que se atracam
De nuvens que se afastam

Onde brilha uma estrela
Meu coração sossega
Em mansas águas navega
Até que a chuva retorne para o céu

(Em dia de chuva, do livro "Objetivo Indefinido" de Maria Moreira, amiga do Museu)

.

Um comentário:

luz efemera disse...

Uma excelente homenagem à poesia.
Um abraço